Sustentabilidade e ecodesign – Ideias para um mundo em transição ou Carta aberta aos ecodesigners

abraço na vovó

 

Nos dias 25 e 26 de Junho realizamos apresentação de trabalhos Sustentabilidade e Ecodesign – Ideias para um mundo em transição. Este evento marcou o final do Programa de Ecodesign e a oportunidade de apresentar para a sociedade os  projetos de conclusão de curso dos alunos do programa.

Pensando melhor…foi muito mais que isso. O evento mostrou ideias de soluções para os desafios que se apresentam para o planeta, mostramos a “energia” que nos guiou de Maio de 2014 à Junho de 2015.

Durante o curso entendemos que, antes de qualquer potencial de criatividade, inovação, co-criação ou qualquer conceito que esteja em alta no mundo do Design, Empreendedorismo e etc, é necessário um novo olhar sobre nossa caminhada pela Terra. É necessário um olhar ao mesmo tempo crítico e apreciativo sobre as motivações para com o mundo e nossas ações enquanto agentes de transformação das nossas vidas e das vidas as quais impactamos, direta ou indiretamente.

Ferramentas de Design, Instrumentos de Gestão e Criação são como o nome já diz, ferramentas, instrumentos, apenas. Quem os guia são mãos e braços orientados por mentes e, acima de tudo, pelo coração, pela nossa consciência e sensibilidade em relação ao que e a quem estamos influenciando com estas ferramentas e habilidades. Cada um de sua maneira, através de sua expertise, apresentaram o que estavam em seus corações e mentes ao usarem suas habilidades e conhecimentos apreendidos no Programa de Ecodesign.

11709484_845065795576498_6822535053882350286_n

Alexandre em performance costurando uma roupa de resíduos em tempo real com Thifany, enquanto um vídeo relata o processo de seu trabalho e o uso das ferramentas, dados, e conclusões – Matemática dos benefícios em Ecodesign

Alexandre Linhares, designer de moda conhecido por seu grande talento e sua habilidade de trazer a essência de cada pessoa que veste as suas roupas, apresentou a criatividade com a qual guia seus trabalhos na forma de se expressar.

Enquanto a apresentação de seu projeto acontecia, em formato de vídeo, o Designer e sua companheira Thifany, que o acompanhou em diversos momentos do curso, confeccionaram uma blusa feita com resíduos da indústria têxtil. 22 minutos onde pudemos ver sua sensibilidade em relação à sociedade e o meio ambiente e sua habilidade em transformar sua consciência em impactos positivos para o mundo.

Seu projeto INOVAÇÃO SOCIAL E MODA demonstrou os impactos da reutilização de resíduos da indústria têxtil em diferentes dimensões da sustentabilidade. Chamou a atenção também para a utilização da moda como ferramenta de inovação social e conscientização para um dos temas mais debatidos em nosso país na atualidade: O respeito à diversidade.

Alexandre demonstrou também que é sim possível realizar grandes espetáculos de moda ética através da criatividade, mobilização e engajamento de sua rede, com ferramentas como o crownfunding e parcerias com empresas e profissionais de diferentes áreas.

Na sequência, o também Designer de Moda, Luan Valloto apresentou o projeto MODA ÉTICA E ARTESANATO REGIONAL. Um projeto que trouxe a importância de se resgatar os conhecimentos de tradicionais como forma de valorizar o território e a diversidade cultural existente em nosso país.

11062934_845065638909847_5374312623445736758_n

Surpresa na apresentação das peças da colação “Semente”

A sensibilidade e olhar apreciativo apresentada por Luan durante todo o curso ficou muito clara na criação de sua nova coleção “Semente”. Inspirada no Biomimetismo e, por meio da observação atenta dos elementos de uma árvore, Luan captou toda a riqueza de diferentes formas de vida e, consequentemente, a imensa variedade de cores, texturas e formas para criar as peças de sua coleção. Dois elementos muito presentes em seu projeto foram também o cuidado em relação ao tingimento de suas roupas, todas feitas com elementos naturais, como cúrcuma, erva mate, espinafre entre outros e a valorização do artesanato regional. Suas peças foram produzidas todas manualmente, por meio de técnicas como a tapeçaria, crochê e tear e em várias mãos e olhares, de grandes artesãs e artistas residentes em Curitiba.

Para finalizar as apresentações de quinta, foi a vez de conhecemos o projeto VALORIZAÇÃO DO RESÍDUO ORGÂNICO, de Henrique Martins. Henrique propôs uma importante reflexão acerca da influência DE certos comportamentos sociais  má destinação de resíduos. A começar com uma ruptura paradigmática sobre o próprio conceito de “lixo”, demonstrando que em ambientes naturais isto simplesmente não existe, Henrique mostrou que o que entendemos como um problema pode ser uma grande oportunidade para geração de renda e alimento em escala local.

10341523_845066315576446_1818156654289091584_n

VALORIZAÇÃO DO RESÍDUO ORGÂNICO – e a importância do engajamento comunitário

Por meio de um profundo passeio pela real situação em relação à geração e destinação de resíduos no Brasil, pudemos compreender como fato da nossa estrutura social nos desconectar de um senso de comunidade local pode contribuir para a problemática dos resíduos.  Através da utilização de espaços particulares e públicos, como terrenos baldios  mal aproveitados ou subutilizados e do engajamento local, ferramentas de gestão colaborativa, a destinação de resíduos orgânicos poderá ser descentralizada e reciclada na própria região onde foi consumida, diminuindo a pressão sobre os aterros municipais e propiciando a oportunidade de gerar alimentos de alta qualidade para a própria comunidade, além de influenciar significativamente na dinâmica social, o que poderia influenciar na preservação do espaço público e até mesmo na segurança destas comunidades.

“Não se faz sustentabilidade sozinho”

Na sexta feira foi o dia das apresentações da Designer Gabriela Garcez e da Arquiteta Daniela Teodósio e o biólogo Rafael Souza. Foi a oportunidade de demonstrar que os conhecimentos do Design e do Ecodesign não são apenas para Designers e sim para qualquer área, pois muitos destes conhecimentos trazem habilidades para justamente utilizarmos de variadas perspectivas para gerar boas ideias de produtos e serviços.

Nossa primeira aluna a se apresentar foi a Arquiteta Daniela Teodósio. Daniela, que além de arquiteta é professora universitária, trouxe propostas para os desafios da geração de resíduos da Construção Civil. Daniela propôs um DESIGN PARA A DESCONSTRUÇÃO, por meio de uma ferramenta colaborativa de compartilhamento de resíduos de demolição. A ideia da construção de uma plataforma para o compartilhamento de produtos e serviços vem da experiência direta com os diferentes fatores que contribuem para uma geração de resíduos que chega a ordem de 80 milhões de m³ ao ano. A falta de cuidado e planejamento na hora de construir, reformar e demolir contribui para uma grande perda de matérias que poderiam ser reutilizados para outras construções, vem em grande parte pela falta de cultura de reaproveitamento e, mesmo para quem possui a consciência de reaproveitar estes resíduos, a dificuldade em encontrar meios para destiná-los de forma correta.

10155142_845084718907939_6019299228341225074_n

Detalhes da pesquisa desenvolvida por Daniela que inspiraram o desenvolvimento da plataforma

A ferramenta propicia uma maior conectividade e interação com diferentes atores sociais envolvidos com a temática da construção, facilitando o   processo de reaproveitamento de inúmeros produtos. Além disto, a ferramenta poderá propiciar uma troca de serviços e  experiências, se traduzindo não apenas em uma plataforma de compartilhamento como também uma ferramenta educativa para uma mudança de cultura dentro da área.

Após a apresentação de Daniela,  foi a vez de Gabriela Duarte, Designer e professora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, a PUC, trazer a aplicação dos conceitos e conhecimentos do Programa de Ecodesign em sua vida como empreendedora. Seu projeto, chamado VAREJO E MODA ÉTICA trouxe estratégias para o comércio de roupas dentro do varejo para fomentar uma cultura de cuidado com todas as pessoas envolvidas na cadeia produtiva  das confecções, bem como com o meio ambiente impactado pelas indústrias.

11540831_845085218907889_2182353327087621736_n

Gabriela apresentou seu espaço, a loja Álbum Design Hits, um espaço super criativo e charmoso, que recebeu 3 dos 13 módulos do Programa de Ecodesign. Presenteando os participantes com um fanzine, a designer mostrou a importância da comunicação interna e externa de sua loja e como é possível influenciar toda a cadeia produtiva através de ferramentas criativas, como o Storytelling. Um projeto super interessante por apresentar a possibilidade de melhorar as condições socioambientais de produtos de produtos que estão atrelados a uma produção industrial.

 

Para finalizar as apresentações, o biólogo Rafael Souza trouxe uma nova proposta de educação, a ABORDAGEM 8.. Inspirada em conceitos como Jogos colaborativos, Ética e ecologia profunda, Educação transpessoal e ferramentas de ecodesign, Design Thinking e Gestão Colaborativa de Projetos, a proposta tem por objetivo auxiliar na formação humana em relação ao seu papel como agente de transformação do planeta Terra e utilizar como estratégia para a oferta de serviços a Politica Nacional de Educação Ambiental.

10409119_845085558907855_3159889391058843664_n

Rafael mostrando a verdadeira motivação para desenvolver o seu projeto

A escolha pela abordagem vem da necessidade de criar uma estrutura que seja, ao mesmo tempo firme, por trazer conceitos que abrangem a existência humana dentro de uma visão transpessoal (contemplando sua relação com o mundo em todas as dimensões) e flexível, permitindo que seja trabalhada de forma eficiente em diferentes contextos socioculturais. O conceito do Sistema Produto e Serviço conta ainda com manuais sobre a abordagem e de dinâmicas colaborativas, que ficarão disponíveis de maneira gratuita para a sociedade.

Ética – do Grego Ethos ou bom costume, “portador de caráter”, significa a fundamentação da moral, da obediência à costumes e hábitos com os quais somos criados por meio da razão e da reflexão sobre a importância de se compreender e sentir o meio no qual estamos inseridos antes de adotarmos posturas e hábitos mimetizados de outras culturas e/ou outros tempos.

O momento de hoje pede uma ética que seja universal, que leve em consideração a maneira com a qual nossas ações impactam o mundo em escala global e compreender como assumir está postura, que parte de uma visão cada vez mais ampla em relação à nossa vida como espécie, e aplica-la de maneira local, através de um recorte de contexto, por onde podemos impactar vários outros contextos.

Podemos dizer que os frutos do Programa de Ecodesign, expressados na forma de projeto, traduzem a essência deste curso, cujo objetivo é maior que apenas apresentar ferramentas e conhecimentos para aplicarmos fundamentos profundos de sustentabilidade em qualquer tipo de projetos e sim o de construir um novo profissional, que tenha não apenas os instrumentos e habilidades necessárias para a prática de projetos visando o atendimento de padrões de sustentabilidade, mas que tenha olhar, o pensamento e o coração de quem sabe o significado e a importância de trabalhar seguindo está conduta.

Finalizamos o curso, mas muito além de um fim, este é apenas o início de uma grande jornada que nós, agora profissionais especialistas em Ecodesign teremos pela frente, ao colocarmos em prática tudo o que vivenciamos ao longo deste último ano. Somos um pouco mais responsáveis agora pelo mundo que deixaremos quando nossa jornada terminar, responsáveis por não deixarmos esta experiência ficar apenas em nossas mentes e corações e sim, que possamos aplicá-la, compartilhá-la e replicá-la da melhor maneira possível em benefício de todos os seres.

Gratidão imensa à todos os alunos, professores e parceiros deste curso.

Em especial à nossa grande mentora Bernadete, por sonhar, planejar, realizar, celebrar e principalmente, viver este belo movimento que se chama Ecodesign.

Que seja apenas o início de uma bela jornada para todos!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.