Posts

Lama Padma Samten no VIII Congresso de Meio Ambiente – RS

Palestra de abertura do VIII Congresso de Meio Ambiente da AUGM,  cujo o tema é O BEM VIVER, BIODIVERSIDADE E SUSTENTABILIDADE

“Precisamos fazer transições no modo como enxergamos o Meio Ambiente. Não devemos nos posicionar nos modos de encontrar outras fontes de energia, por exemplo, mas em modos de redefinir as formas de viver”, ressalta Samten.

Lama Samten faz abertura de *o. Congresso de Meio Ambiente - AUGM

Lama Samten faz abertura de 8o. Congresso de Meio Ambiente – AUGM

 

“O ambiente não é um ornamento, um simples fornecedor de recursos, de meios. Falar de sustentabilidade não é organizar apenas a vida humana”, ponderou o Lama Padma Samten, palestrante de abertura da 8ª edição do Congresso de Meio Ambiente da Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM), neste dia 15 de julho. O evento, realizado na UFRGS  conta com representantes de universidades públicas e autônomas de seis países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai.

O tema do Congresso é ‘Bem Viver, Biodiversidade e Sustentabilidade’, dando continuidade ao tema desenvolvido no congresso geral da AUGM, realizado ano passado, também na UFRGS. O convidado da abertura, um ex-professor da UFRGS que passou a se dedicar ao budismo, chamou a atenção para o uso do termo “recurso”, quando relacionado à natureza.

Segundo ele, a visão antropocêntrica diante do ambiente coloca o homem como superior, mas “não há como estarmos bem se o ambiente esta mal”, apontou o palestrante que, ainda, situou o tema em outras áreas, como educação, saúde, trabalho e economia, desafiando a “uma resposta com criatividade e não conservadora às questões amplas”. Ele também respondeu às questões da plateia.

Abertura

Na cerimônia de abertura, participaram o reitor em exercício da UFRGS, Rui Vicente Oppermann, o secretário-executivo da AUGM, Alvaro Maglia, o coordenador do Comitê de Meio Ambiente da AUGM, Jorge Luis Frangi, além do coordenador e do coordenador adjunto do congresso: Darci Campani e Fábio Kessler Dal Soglio. O coordenador do congresso destacou a importância do tema como emergente nas discussões. E o secretário-executivo da AUGM posicionou esse tema como estratégia para a integração regional.

O reitor em exercício Rui Oppermann saudou os participantes e indicou uma razão que, para ele, torna o evento mais importante: o fato de que o meio ambiente não tem fronteiras e de que sintetiza a integração proposta pela AUGM: “O Meio Ambiente é o espaço sem as diferenças regionais e, para bem viver, é preciso estar aberto às possibilidades”. O objetivo do evento é promover o intercambio da produção da área ambiental, integrando núcleos de ensino, pesquisa e extensão nas mais variadas áreas do conhecimento sobre o ambiente.

Fonte: UFRGS

 

Workshop: Design como interface Cultural

DESIGN COMO INTERFACE CULTURAL

Sociedade, economia criativa e design construindo novos modelos de negócios inclusivos

A economia criativa é um conceito amplamente discutido no momento, que favorece a integração social aos negócios, onde se geram oportunidades de interação do homem com o produto/serviço. Segundo a Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura, está fundamentada em quatro princípios – 

Diversidade cultural , Sustentabilidade, Inovação e Inclusão Social.

O design dentro desse potencial, assume o papel de ferramenta dinâmica para a mudança social, e não pode ser pensado de forma isolada do contexto: social, ambiental, cultural e econômico, O desafio é pensar novas oportunidades de negócios, mais sustentáveis, mais inclusivos, a partir das novas ferramentas de inovação e gestão ,desenvolvendo as pessoas e a cultura.

Este workshop é um espaço de criação, discussão e ação para todos aqueles que estão interessados em desenvolver CULTURA e mergulhar no universo do design, inovação e progresso social sustentável.

OBJETIVO

Apresentar e desenvolver junto aos participantes do setor governo, corporativo, ongs e empreendedores, uma visão inovadora e estratégica de responsabilidade com as questões ambientais, sociais e culturais para novos modelos de negócios inclusivos

 PUBLICO

Workshop dirigido para os criativos e empreendedores de todas as áreas de design, arquitetura ….e responsáveis por responsabilidade coorporativa e funcionários públicos das áreas sociais e desenvolvimento local; para discutir, questionar, projetar, ajustar, testar e prototipar a nova geração de projetos e produtos de maior valor social e mais sustentáveis

Cartaz-workshop-Christian3

Eventioz - design-como-interface-cultural-design-ao-vivo

Novidades, Vem que tem módulo 2!

Já está aberta a inscrição do Segundo Módulo do Programa de Ecodesign.

O primeiro trabalhou de maneira bem peculiar (saiba mais clicando aqui) a Ética Profunda agora para dar continuidade ao trabalho, convidamos o professor Christian Ullmann para falar a respeito de Cases nacionais e internacionais e critérios para o Ecodesign.

Com sua vasta experiência no setor, nosso premiado convidado é um especialista em Design para a Sustentabilidade, sendo hoje sócio-diretor do escritório iT Projetos atuando como consultor especializado em desenvolvimento de produtos e projetos com responsabilidade socioambiental.

Christian

Christian

Christian

Christian também fará um WORKSHOP à parte, durante todo o dia de sexta-feira onde de Economia Criativa e Sustentabilidade mostrando como utilizar ferramentas do Design para melhorar as relações entre cultura, criatividade, tradição, economia e tecnologia de baixo impacto ambiental e alto impacto social no mundo contemporâneo, promovendo atividades capazes de gerar renda, desenvolvimento local, valorização do território e cidadania.

Ficou curioso? Entre em contato conosco.

Eventioz - programa-de-ecodesign-modulo-2

O primeiro módulo do Programa de Ecodesign começou com o pé direito

O primeiro módulo do Programa de Ecodesign começou com o pé direito!

Professor EdimilsonDepois de 2 noites onde pudemos apreender uma nova visão acerca do desenvolvimento da vida e dos sistemas vivos e da sustentabilidade como um todo, sábado tivemos a oportunidade de receber o professor José Edmilson de Souza-Lima, doutor em sociologia e líder do grupo de pesquisa Epistemologia e Direito (CNPq/UNICURITIBA) e pesquisador do grupo Epistemologia e Sociologia Ambiental (CNPq/UFPR).  O professor nos envolveu em uma inspiradora roda conversa sobre Ética Profunda, pela ótica de diferentes comunidades tradicionais e da pedagogia indígena, do abraço e da cooperação.

Através das histórias de vida dos participantes, fomos resgatando nossa ancestralidade e diferentes valores éticos importantes para uma relação sustentável entre o homem e o seu meio. Desta forma, através das histórias de cada um ressignificamos o que entendemos por ética, entendendo-a como fruto de uma real consciência da interdependência entre todos os seres.

Para finalizar, os valores relatados das diferentes experiências do sociólogo com comunidades tradicionais, a ética profunda foi resumida em três princípios, que refletem as diferentes formas de tornar a  nossa relação com o meio mais sustentável.

1 Jamais por em risco o outro

2 Sempre estar orientado (a) para o cuidado em relação ao outro

3 Poder facilitar/ propiciar a emergência em qualquer ser humano, de um Homo Sapiens Jardineiro

Terminando o primeiro módulo com está inspiradora participação do educador Edmilson, continuamos com nossos grupos de estudos,exercitando a ética profunda em nosso dia-a-dia como essencial  para uma real compreensão dos objetivos do Ecodesign e do programa.

alunos